Fazer Orçamento

X

Faça agora um orçamento gratuito

*Entrega exclusiva para Minas Gerais

Preço de material de construção: 5 dicas para avaliar a melhor opção

Avaliar as condições mais vantajosas de valores de materiais de construção não é uma tarefa tão simples quanto apenas verificar o preço imediato de um produto. São vários os fatores que influenciam nessa escolha para que ela seja realmente qualificada, de modo que olhar apenas o preço é um erro que pode acabar resultando em prejuízos.

Para que você entenda como fazer um orçamento que traga benefícios para a sua obra a partir de uma avaliação mais criteriosa de preço de material de construção, listamos a seguir algumas dicas.

1. Leve em consideração os itens marginais

Estamos chamando de itens marginais aspectos que influenciarão indiretamente no valor final do material de construção, por exemplo, o frete, o rendimento do material por área, qualidade e durabilidade, condições de conservação, mão de obra especializada, dentre outros.

Isto é, você só saberá realmente o preço de material de construção quando considerar também esses fatores de influência, afinal, de nada adianta uma loja oferecer melhores preços se a diferença for superada por causa do frete, por exemplo, certo? Sendo assim, pondere essas questões no orçamento.

2. Utilize ferramentas auxiliares para calcular a quantidade e o preço de material de construção

Existem algumas ferramentas que podem te auxiliar a fazer orçamentos mais precisos ou entender se o valor de um material em determinada loja está em conformidade com o usual. Dentre as ferramentas e materiais que podem te ajudar estão:

NBR 12721: determina os cálculos do Custo Unitário Básico (CUB/m2) por região, dentre outras recomendações;

– Tabelas SINAPI (Caixa Econômica Federal) e TCPO (Revista PINI), dentre outras, para auxiliar na elaboração do orçamento e cotação de preços por material.

3. Verifique se os materiais são certificados

Todo material de construção deve estar de acordo com as NBRs determinadas pela norma ABNT. Um material que não cumpra essa normativa sequer deve ser considerado no orçamento, pois o prejuízo é certo. Uma construtora pode até mesmo ser multada nesse contexto. Fora isso, deve-se verificar também a certificação do material pelos pares, como no caso da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP).

4. Faça orçamentos em diferentes lojas da região

A diferença de valores e/ou frete entre lojas de uma mesma região pode ser surpreendente. Segundo uma pesquisa do site PraConstruir essa discrepância pode chegar a 50%. Sendo assim, vale a pena fazer uma pesquisa na internet em primeiro lugar para verificar quais são suas opções mais próximas e, em seguida, realizar um orçamento completo com cada loja. Lembre-se que mesmo pequenas variações podem pesar de acordo com a quantidade.

5. Compare produtos e marcas compatíveis entre si

Essa dica para avaliar o preço de material de construção parece óbvia, mas na realidade pode ser uma rasteira no orçamento. Como assim? Você com certeza sabe que é preciso comparar, por exemplo, cimento com cimento, mas além disso é preciso considerar também o desempenho da marca e do tipo de material para verificar qual é realmente mais vantajoso.

Um produto pode ter um preço imediato mais caro, mas apresentar rendimento melhor ou exigir menos da mão de obra, o que faz com que, no fim das contas, ele seja mais econômico do que outro de preço inferior. É preciso ter essa “maldade” na hora de fazer um orçamento de obra. Portanto, tenha certeza que ao comparar valores, esteja comparando produtos realmente similares.

Essas são algumas dicas para que você faça uma escolha acertada em preço de material de construção. O que você achou dessas sugestões? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *