Fazer Orçamento

X

Faça agora um orçamento gratuito

*Entrega exclusiva para Minas Gerais

Como utilizar o cálculo do BDI para definir o preço da obra

Uma obra envolve vários custos e o cliente tem o direito de saber qual o preço final do projeto. Fazer a análise é uma tarefa bem trabalhosa, pois deve-se considerar a margem de ganho, custos diretos e indiretos. O BDI (Benefícios e Despesas Indiretas) é um importante método adotado pelas empresas que querem fazer uma elaboração dos orçamentos.

Os custos indiretos comprometem a margem de lucro das empresas, sendo assim para alinhar esses gastos é necessário fazer análises minuciosas que visam corrigir os erros. Neste texto vamos mostrar como fazer o cálculo do BDI. Confira!

BDI

O cálculo de BDI é fundamental para identificar os serviços prestados nas construções civis. Existem várias maneiras para efetuar o cálculo, porém, o mais utilizado é:

BDI = [(1 + AC + CF +S +G + MI) -1] x 100
1 – (TM + TE +TF +MBC)

Portanto:

  • Administração central (AC) – É a captação dos custos entre as obras da construtora;
  • Custo financeiro (CF) – São os pagamentos previstos no contrato;
  • Seguros (S) – Está ligado aos custos dos seguros inclusos no contrato;
  • Garantias (G) – Retrata os custos que oferecem garantias, como: caução ou seguro garantia;
  • Margem de incerteza (MI) – Normalmente as margens de incerteza variam entre 5% a 10%;
  • Tributos municipais (TM) – São considerados os impostos municipais;
  • Tributos estaduais (TE) – São considerados os impostos estaduais;
  • Tributos federais (TF) – São considerados os impostos federais;
  • Margem bruta de contribuição (MBC) – A margem de contribuição é casual, própria de cada empresa.

O BDI é uma ferramenta importantíssima para que se consiga fechar o preço final dos serviços, observando a situação econômica da empresa. Para conseguir executá-la no orçamento final é necessário utilizar a fórmula:

Preço de venda = custo direto x (1 + BDI/100)

Como ser mais eficaz no cálculo do BDI?

As planilhas são excelentes ferramentas que auxiliam no controle das finanças e nos orçamentos das empresas, além disso você pode alterá-la conforme a sua necessidade.

Todos os empreendimentos apresentam custos diretos e custos indiretos. Você sabe o que são esses custos?

  1. Custo direto – Esses custos estão ligados aos gastos com determinados produtos ou serviços. Eles são mensuráveis e devem ser inclusos de forma direta no cálculo da produção.
  2. Custos indiretos – Não são identificados pelos produtos ou serviços, são relacionados a fatores específicos como a mão de obra indireta que está ligada aos setores auxiliares da empresa, como manutenção de equipamentos, limpeza, vigilância e etc.

Os preços de venda não se repetem, pois variam de acordo com as funções do planejamento do empreendimento e de todas as suas características, sendo assim os cálculos do BDI são dinâmicos.

Conclusão

O BDI é uma ferramenta essencial para fechar o preço final dos empreendimentos, pois consiste em analisar os diferenciais da obra e a situação econômica do país. Os calculistas devem definir uma boa estratégia para efetuarem a conta da forma correta, chegando a um preço sustentável, que garanta as margens e todas as despesas indiretas, gerando então lucros para a construtora.

Você ficou com alguma dúvida? Deixe-nos um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *