Fazer Orçamento

X

Faça agora um orçamento gratuito

*Entrega exclusiva para Minas Gerais

Como fazer um orçamento de obra eficiente em 7 passos

A elaboração de um orçamento eficiente para uma obra exige um aprofundamento em seus diferentes momentos de planejamento e execução, isto é, vai além de pesquisar e analisar preços. Considerando a importância desse elemento para o bom andamento do projeto, vamos listar neste artigo algumas dicas sobre como fazer um orçamento de obra eficiente. Veja a seguir!

1. Levantamento de quantidades gerais

Nessa etapa do orçamento, deve-se fazer um levantamento de todos os serviços envolvidos na obra, sem exceções. Cada etapa, da mais fundamental até aos acabamentos finais devem ser incluídas de maneira detalhada e quantificada.

2. Estruturação do orçamento conforme os serviços

Uma vez que se tenha o levantamento quantitativo de todos os serviços, deve-se prosseguir com a estruturação deles, classificando-os em grupos a partir de etapas construtivas ou disciplinas, por exemplo: fundação, estrutura, construção, instalações elétricas, instalações hidráulicas, etc. Essa estruturação será variável de acordo com as particularidades da obra.

3. Composição de preços unitários da obra

A composição de preço unitário (CPU) diz respeito ao custo de cada serviço que será realizado na construção por metro quadrado. Deve-se levar em consideração os materiais, equipamentos, máquinas, ferramentas, mão de obra e outros aspectos relevantes. Existem instrumentos prontos para auxiliar nesse processo, como os dados do SINAPI.

4. Verificação de custo indireto da construção

Uma obra sempre envolve custos que não são diretamente relacionados à construção, mas que são fundamentais para que ela ocorra. São gastos com água, energia elétrica, internet, combustível, alimentação, materiais administrativos, dentre outros. Levantar todos esses custos é um dos segredos sobre como fazer um orçamento de obra bem-sucedido!

5. Elaboração do BDI

O BDI (Bonificações e Despesas Indiretas) é a definição do percentual dos custos indiretos da obra em relação aos custos diretos. Acompanham esse valor os percentuais relativos a lucros e impostos. Ele será uma referência para indicar a discrepância entre o valor unitário e o preço de venda. Em serviços prestados para entidades públicas, por exemplo, o BDI é um dado fundamental.

6. Confecção das planilhas de orçamento

Agora é o momento de organizar todas as informações levantadas anteriormente em planilhas, de maneira objetiva, clara e prática para a leitura. É importante que você tenha esse documento detalhado para uso interno, mas outro diferenciado para a apresentação ao cliente, que deve considerar o que é informação importante para ele, sendo fundamental conter o detalhamento de valores unitários e com incidência do BDI, assim como o descritivo.

7. Dica especial sobre como fazer um orçamento de obra eficiente

Falamos de aspectos mais técnicos sobre como fazer um orçamento de obra eficiente, mas vale ressaltar que é essencial, também, que você tenha um conhecimento aprofundado dos materiais e realize uma pesquisa minuciosa de possíveis fornecedores.

A diferença de preços entre lojas pode ser surpreendente, assim como o custo-benefício dos materiais merece uma análise cuidadosa, a fim de que a aparente economia não resulte em prejuízos no final. Portanto, fique atento à essas questões!

Considerando que a escolha correta da estrutura da obra é um dos elementos mais fundamentais nesse sentido, leia também o e-book: Aço ou madeira: qual usar? e descubra qual desses materiais melhor responderá ao seu orçamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *