Fazer Orçamento

X

Faça agora um orçamento gratuito

*Entrega exclusiva para Minas Gerais

4 coisas que você precisa saber sobre planejamento e controle de obras

No universo das construções existem diversos entraves que são recorrentes, como prazos e outros problemas na entrega de projetos, deficiência de materiais, orçamentos extrapolados, dentre outros. Essas situações são nocivas para a imagem profissional da empresa responsável pela obra, além de repercutirem em prejuízos objetivos para o negócio.

Contudo, essas mesmas questões podem ser evitadas ou amenizadas por ações efetivas de planejamento e controle de obras, que é o assunto sobre o qual vamos falar neste artigo.

Atenção: não confunda planejamento e controle de obras com cronograma!

Alguns profissionais não entendem profundamente o que é o planejamento e controle de obras, e acreditam que isso diz respeito apenas à previsão e estabelecimento de prazos para a obra. Só que isso é  um cronograma.

O cronograma é apenas um dos elementos que compõem o planejamento de uma construção, portanto, deve-se ficar atento para não se limitar apenas a esse aspecto, pois existem vários outros fatores importantes nesse processo.

Agora que você já foi alertado sobre essa diferença, vamos aos passos para realizar um planejamento e controle de obras efetivos.

1. Faça o orçamento da obra

O orçamento da obra é um passo fundamental para prosseguir com as demais ações de planejamento e controle. É ele que vai permitir que você saiba se a sua empresa tem condições positivas para conduzir o projeto, isto é, se vale a pena. O orçamento deverá levar em consideração diversos elementos, dentre eles:

– Equipamentos, ferramentas e máquinas necessários;

– Custos com fundação e preparação do terreno;

– Contratação de mão de obra e serviços terceirizados;

– Verbas destinadas a tributos e normatizações legais;

– Materiais e estruturações demandadas pela construção;

– Gastos com ações administrativas, dentre outros.

Não deixe nenhum gasto variável ou fixo da sua empresa fora do planejamento orçamentário, só assim você poderá mensurar o quanto o projeto é interessante para o seu negócio.

2. Realize uma análise de viabilidade

Averiguar a viabilidade de uma construção é levar em conta, primariamente, a situação pontual na qual a construtora se encontra. Isto é, deve-se verificar sua situação financeira, o orçamento da obra e qual será o retorno sobre o investimento no projeto.

O resultado dessa análise deve demonstrar que a sua empresa será beneficiada pela realização da obra, caso contrário, não valerá a pena prosseguir com a proposta.

3. Elabore o planejamento da obra

Com as ações anteriores realizadas é hora de elaborar o planejamento propriamente dito. Nele devem constar todas as informações detalhadas de cada fase da obra, incluindo materiais, cronograma, responsáveis por cada função, materiais, fornecedores e ferramentas, legislações, projetos e questões financeiras.

Quanto mais detalhado e claro for o orçamento melhor ele servirá ao bom andamento do projeto, pois a sua função é organizar e orientar todas as ações, a fim de evitar os problemas que mencionamos no início deste artigo.

4. Ações de controle de obras

Além do planejamento da obra, é preciso prever um cronograma específico para controle das ações estabelecidas, de modo a verificar se elas estão sendo executadas devidamente e tomar as providências necessárias diante de imprevistos ou irregularidades. É somente a partir das ações de controle que se pode garantir que o planejamento será efetivo para o sucesso da obra.

Esses são alguns dos pontos mais importantes no que se refere ao planejamento e controle de uma obra. Agora, a sua missão é buscar os desdobramentos de cada um deles para que tudo corra bem com a sua construção. Aproveite a oportunidade para se aprofundar mais lendo também o nosso artigo: Como fazer um planejamento de obras?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *